Av. Amélia Rey Colaço, 40, Carnaxide, Portugal hexonio@hexonio.com +351 211 542 606

A Migração de Dados é a especialidade da Hexónio

Os especialistas em Migração de Dados da Hexónio usam o método formal ADAM1 para efetuar as migrações de dados. Este método foi desenvolvido ao longo da última década por vários especialistas da indústria das TI e da comunidade científica.

A experiência da Hexónio em migração de dados inclui áreas como banca, seguros e administração pública. A maioria destas áreas possui regras de negócio complexas, bases de dados de grande volume, muitas vezes espalhadas por vérios sistemas, repositórios de dados heterogéneos, estratégias de migração de dados ad-hoc e uma curta janela temporal de migração no Dia D.

Visão Geral
Sistemas Operativos Repositórios de Dados
  • Unix
  • AS/400
  • Windows
  • Linux
  • DB2
  • Oracle
  • SQL Server
  • Ficheiros de texto
Volumetria
  • Centenas de tabelas
  • Milhares de colunas
  • Milhões de registos
Estratégias de Migração
  • Atómico
  • Incremental com dados vivos e histórico posteriormente
  • Incremental com histórico e dados vivos posteriormente
Performance
  • Mínimo de 2500 registos por segundo2
  • Banco médio português migrado numa noite
  • Banco português migrado num fim-de-semana
  • Seguradora média portuguesa migrada em dois fins-de-semana

Cenário Típico

Uma organização deseja adotar um novo sistema de informação que responda melhor às suas ambições de negócio.
Um novo sistema de informação é selecionado e são atribuídas várias tarefas a um conjunto de equipas com um objetivo: a substituição do sistema atual para o novo sistema. As equipas têm o mesmo objetivo mas possuem responsabilidades diferentes. Algumas irão configurar o novo sistema, algumas irão redefinir e atualizar processos, outras irão treinar as pessoas no novo sistema e, haverá outras que, obviamente, são responsáveis por mover a informação do sistema atual por um novo sistema.

Independentemente da métrica, do tempo, dos recursos e do investimento, este tipo de projeto é claramente um projeto caro para a organização, pelo que o seu insucesso terá custos bastante altos.

Erros Comuns

É um erro comum acreditar que as equipas internas conseguem efetuar uma migração de dados recorrendo a alguns scripts de SQL, uma ferramenta de extração e carregamento de dados e algumas aplicações desenvolvidas propositadamente para tratar as regras de transformação complexas. Esta estratégia é um erro por razões óbvias, como a impossibilidade de auditar as regras de transformação por pessoas não técnicas, um custo adicional muito grande na gestão e coordenação de dependências entre regras e informação não fiável para relatórios de progresso para a gestão.

Estes erros comuns são muitas vezes descobertos demasiado tarde e comprometem todo o plano de migração da organização e a data de término do projeto. O falhanço do plano de migração da organização tem implicações diretas e imediatas nos custos da organização, algo que deixa toda a organização e os acionistas bastante descontentes.

Migrações de Dados da Forma Correta

Para efetuar uma migração de dados corretamente é necessário incluir no projeto uma equipa especialista em migrações de dados. Esta equipa ajudara e guiará a organização em todos os passos e procedimentos para tornar o projeto num sucesso.

Os especialistas começam por recolher, junto das equipas do sistema atual e do novo sistema, informação e conhecimento sobre a complexidade das regras de negócio e identificar os primeiros desfasamentos funcionais entre os sistemas.
É comum efetuar uma pequena prova de conceito através de uma migração de dados usando uma pequena área de negócio com baixa complexidade. Tradicionalmente, a área de clientes é a escolhida, uma vez que o modelo de suporte à sua informação não diverge muito entre sistemas.
As responsabilidades e tarefas comuns dos especialistas em migração de dados assentam nos pontos abaixo:

  • planear o projeto e definir a estratégia de migração em conjunto com a equipa de gestão;
  • assistir a equipa de gestão através da disponibilização de métricas;
  • trabalhar em profundidade com as equipas de negócio e funcionais na definição das regras de mapeamento, identificação de gaps funcionais e na transformação das regras complexas em regras de transformação compreensíveis;
  • trabalhar em conjunto com as equipas técnicas na definição do processo de extração, transformação e carregamento de dados;
  • assistir a equipa de qualidade na construção da sua estratégia de testes;
  • disponibilizar a definição das regras de mapeamento de forma compreensível a auditores não técnicos;
  • e, finalmente, alertar antecipadamente o cliente de possíveis problemas, e sim, os problemas irão ocorrer, em especial neste tipo de projetos especiais.

 

A Hexónio compreende as Migrações de Dados

A Hexónio está habituada a este tipo de projeto especifico.
Na verdade, estamos confortáveis a trabalher nestes projetos criticos e hostis.
Já o fizemos inúmeras vezes e sempre com sucesso.

Tem um desafio para nós? Contacte-nos.


1. ADAM é o acrónimo de Método Avançado para Migração de Dados, em inglês Advanced Method for DAta Migration.
O ADAM é um método formal para migração de dados desenvolvido desde 2002 por vários especialistas da indústria das TI e da comunidade científica. Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar., o fundador da Hexónio, é dos elementos originais por detrás do ADAM e ainda participa ativamente no seu desenvolvimento. Embora existam algumas publicações que resultaram da pesquisa cientifica do ADAM, atualmente este não se encontra publicado.
2.Para tabelas regulares e regras de transformação de complexidade média.

 

Contacte-Nos

 
Apresentação Hexónio
Apresentação Hexónio Download da Apresentação
da Hexónio Consulting